Reteste GNV
Agende seu Reteste
Compre Cilindro
Manutencao GNV
Novidades e Eventos
InMetro - Credenciamento
Nossas Instalacoes
Importancia do Reteste
Videos
Fotos Processo Reteste
Certificacao
Rejeicao de Cilindro
Passo a Passo do Reteste
Dicas Reteste GNV
Servicos Realizados
Clientes
FAQ
O que e GNV
Beneficios GNV
Como Funciona o GNV
Cuidados com GNV
GNV no dia a dia
Meio Ambiente e Saude
Objetivos da Qualidade
Simulador de Consumo
Onde abastecer RJ e SP
Sites Uteis para GNV
Fale Conosco
Mapa do Site
e-mail me


tab-gnv.jpg

As tabelas acima evidenciam a competitividade do GNV em relação ao etanol e à gasolina. O cliente que percorre 100km/dia com GNV tem uma economia de R$249/mês em relação ao etanol e R$298/mês em relação à gasolina. Assumindo o valor do kit GNV em R$2.759 (valor do kit instalado no Siena Tetrafuel da FIAT), o investimento adicional pode ser recuperado entre 9 e 11 meses.

Além da vantagem econômica, ao optar pelo GNV, o cliente tem a segurança de utilizar um combustível livre de adulteração. É importante frisar ainda, que a PBGÁS vende o GNV pelo mesmo valor (R$1,1439/m³, já incluído o ICMS substituição tributária) tanto para João Pessoa quanto para Campina Grande.

No segmento residencial a competitividade do gás natural é ainda maior. Um edifício residencial em João Pessoa consome em média 300kg de gás de cozinha (GLP) ao custo total de aproximadamente R$1.045; enquanto o consumo equivalente de gás natural (375 m³) custa R$576, uma economia de 45%. Já no segmento comercial, o mesmo consumo (300kg de GLP) custa em média R$969; enquanto o consumo equivalente de gás natural (375 m³) custa R$552, uma economia de 43%.

No segmento industrial, além do fator econômico que depende do volume consumido, o uso do gás natural proporciona padrões de qualidade aos produtos e processos produtivos que não podem ser atingidos por nenhum energético substituto.


GNV: Um bom negócio para toda a cadeia

A despeito da queda nas vendas de -8,7% no 1º semestre de 2009 ante o mesmo período de 2008, devido à retração econômica e ao aumento dos preços; o GNV continua sendo um bom negócio para todos os agentes envolvidos na cadeia: cliente final, postos e distribuidoras de combustíveis líquidos, distribuidora e produtor de gás natural. Na comparação com os combustíveis líquidos (etanol, gasolina e diesel), o GNV proporciona margem bruta unitária significativamente maior.


Oferta de gás natural

Outro mito recorrente em relação ao gás natural diz respeito ao risco de suspensão do fornecimento em virtude de uma eventual falta de gás. É importante esclarecer que atualmente o Brasil tem uma oferta de gás superior à demanda de aproximadamente 20 milhões m³/dia, o equivalente ao consumo das três maiores distribuidoras de gás natural do país (Comgás, CEG e Bahiagás). Além disso, o cenário é de expansão da oferta de gás natural, devido ao início da produção em novos campos nas bacias de Santos e do Espírito Santo, aos terminais de gás natural liquefeito (GNL) já construídos no Ceará e no Rio de Janeiro e às descobertas gigantes da região do pré-sal.